Astrologia

Previsões na Astrologia

Um dos temas mais interessantes da Astrologia, mas igualmente controverso, é aquilo que nós astrólogos chamamos de “previsões”, e vocês leigos podem entender como “adivinhação”. Nada contra o sistema oracular, ou as artes adivinhatórias mas não são a mesma coisa. Partem de fundamentos diferentes. Tenho sempre o cuidado nos cursos e nos atendimentos que realizo de deixar bem claro que Astrologia não é uma “arte oracular”e sim uma Ciência humana. Mas me deparo sempre com o fato da enorme eficiência que a Astrologia tem em prever acontecimentos e situações em nossas vidas. E aí encontramos um dilema, pois afinal se Astrologia não é uma arte oracular, e nem adivinhação, como explicar essa competência em prever e fazer prognósticos? Vamos entender antes de qualquer coisa um fato determinante: os sistemas previsionais na Astrologia são baseados em algo muito concreto, cálculos matemáticos. Sempre fundamentados no mapa astrológico.  Tudo que nós astrólogos “prevemos” está sinalizado dentro do mapa de potencialidades, que é o nosso Mapa Astral Natal. Existem técnicas de previsão, ou seja, cálculos que nos fornecem determinados dados, e quando estudados no Mapa Astral,  irão fornecer o que chamamos de “previsões”, ou melhor ainda prognósticos.  Fazendo um comparativo com a linguagem empresarial, podemos explicar o que são previsões com a seguinte situação. Imaginemos uma empresa que após fazer um planejamento estratégico, prevê que daqui a dois anos estará faturando um determinado valor. Muito bem, estamos simplificando, mas vamos usar essa situação para exemplificar e facilitar o entendimento. Eu faço então a seguinte pergunta: como os administradores podem “prever” um determinado faturamento que vai acontecer somente daqui a dois anos? Será  que eles são videntes? Brincadeiras à parte, muitas vezes utilizei esse exemplo nas aulas,  para poder levantar a questão do preconceito contra a Astrologia.

Astrologia é uma ferramenta tão eficaz para diagnósticos e avaliações empresariais, mas inúmeras vezes não é aceita justamente devido ao entendimento equivocado de que é um sistema de adivinhação, sem fundamento matemático ou sem aplicação real e prática nas questões pessoais e profissionais. Esse cenário só mostra o desconhecimento da aplicabilidade desse conjunto de saberes, que é bom mencionar, é milenar.

Voltando ao exemplo, é lógico que os administradores não utilizam a vidência para prever esses dados, eles se baseiam em números, em estatísticas, em algo concreto que é a empresa enquanto organismo, sua atuação e resultados. E assim realizando estudos, analisando esses resultados, fazendo os cálculos, utilizando  a lei de probabilidades eles podem então emitir um “progrnóstico” desse tipo.

Por mais estranho que possa parecer a comparação, na Astrologia é a mesma coisa. Como? Temos no mapa astral, um mapa de potencialidades, tudo que fomos, somos e seremos está escrito em forma de potencial em um mapa astral. As técnicas de previsão permitem que nós astrólogos saibamos QUANDO esses potenciais irão se realizar, isso é o que chamamos de previsões. Sempre cruzando informações do céu, com fatos e situações na terra. Não é minha intenção estragar o charme e o lado místico que a Astrologia nos traz, mas as previsões astrológicas são bastante objetivas, bastante matemáticas e muito concretas, e no meu entender assim é que nós astrólogos deveríamos ensinar aos leigos.

Não há mistério em uma previsão, há um entendimento de que algo que a pessoa tem marcado no mapa como um potencial a ser realizado, poderá estar se realizando tal época de sua vida. Essa é a informação, e, portanto nós não adivinhamos, e os planetas não determinam, eles “inclinam a”. Se eu nasço com uma maleta cheia de sementes, potencialidades essenciais que serão desenvolvidas no decorrer da vida,  e no meio delas identifico que uma delas é uma semente de maçã, é bastante lógico que se diga: existe uma tendência, uma probabilidade de um dia na minha vida eu comer maçãs, correto? Eu não estou adivinhando, eu estou conhecendo minhas probabilidades, e as tendências da minha vida, já que eu identifiquei que possuo na minha maleta de potencialidades uma semente de maçã. Agora, se realmente eu vou comer maçãs, isso vai depender de muitos fatores e variáveis:

1º- tenho que SABER que possuo essa semente em minhas mãos (isso é o autoconhecimento)

– tenho que aprender a plantar

– tenho que escolher o terreno correto

– tenho que cuidar desse plantio

– tenho que conhecer um pouco da natureza, pois estarei sujeito a ventos e tempestades.

– tenho que proteger muito bem essa semente dos inimigos naturais que vão querer estragar essa plantação

7º- tenho que ter paciência e esperar, pois não posso comer maçãs assim que plantar as sementes.

– tenho que saber QUANTO tempo vai demorar, para eu estar comendo minhas maçãs, pois se eu não souber isso elas podem vir a apodrecer, ou eu posso comê-las verde ainda.

– tenho que saber me alimentar dela depois que todas essas etapas derem certo

10º- tenho que aprender a dividi-las com o mundo, pois nossos potenciais não existem somente para nós mesmos, e sim para compartilharmos com a humanidade.

11º – tenho que aprimorar constantemente o desenvolvimento dessa semente e os resultados que obtive em todos os resultados para continuar a crescer e expandir enquanto conjunto de potencialidades humanas.

E muitos outros itens eu poderia enumerar, pois existem outras variáveis para as previsões, mas sempre estaremos analisando em cima do mapa natal da pessoa, pois absolutamente tudo em termos de potenciais está marcado no mapa. As previsões são poderosos instrumentos de orientação quanto ao nosso desenvolvimento e melhoria continuos,  potenciais e dificuldades, crises e oportunidades. É uma ferramenta muito eficiente para planejarmos nossa vida, já que fornece QUANDO as coisas estarão acontecendo nela. É comum fazermos as previsões todo ano, pois assim podemos estabelecer nossas metas anuais, nossos planos e colocar prazos e tempo para realizá-los. Dessa forma podemos melhorar consideravelmente nossa performance, seja no âmbito pessoal, seja no âmbito profissional. E a maior vantagem de todas em obter esse conhecimento é saber que são informações personalizadas, extraídas de um conteúdo único e individual – seu mapa astral.

Para quem já tem conhecimentos básicos em Astrologia, sabe interpretar mapa astrológico, conhece o alfabeto, os fundamentos, estuda ou já é um profissional da área, estou abrindo uma nova turma do curso previsões astrológicas, totalmente online. Vamos estudar o nível II da formação básica, abordando: progressões secundárias, trânsitos planetários, revolução solar, lunações, grandes conjunções, prática profissional e muito mais. Tem interesse? Envie um e-mail para contato@harmonizar.com.br

Patricia Ungarelli


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/harmmbr1/public_html/wp-includes/functions.php on line 3778